quarta-feira, 17 de agosto de 2016

Ao lado de Bubka, Braz consola francês vaiado no pódio; Bach critica torcedores

MARCEL RIZZO
ENVIADO ESPECIAL AO RIO16/08/2016 23h28
Fonte: www.folha.uol.com.br


O presidente do COI (Comitê Olímpico Internacional), o alemão Thomas Bach, detonou a torcida que esteve no Engenhão na noite desta terça (16) e vaiou muito o francês Renaud Lavillenie, 29, na entrega das medalhas do salto com varas. O brasileiro Thiago Braz, 22, foi medalhista de ouro, em prova disputada na segunda (15).

Thiago Braz consola Lavillenie após ele ser vaiado e chorar muito no pódio. Sergei Bubka na foto.
Thiago Braz consola Lavillenie após ele ser vaiado e chorar muito no pódio. Sergei Bubka na foto.Divulgação/CO
I
"Comportamento chocante ver o público vaiando Renaud Lavillenie no pódio de medalhas. Inaceitáveis para os Jogos Olímpicos", disse Bach, em declaração divulgada pelo COI por meio de redes sociais.
O francês criticou muito a torcida após a prova de segunda, em que foi vaiado na tentativa de seu último salto, em que falhou na altura de 6.08 m. Para uma TV francesa, chamou o público de "merda" e chegou a se comparar ao americano Jesse Owens, muito vaiado na final dos 100 m rasos na Olimpíada de 1936, em Berlim, na Alemanha, país comandado na época pelo nazismo.

No pódio, já nesta terça, quando teve seu nome anunciado, Lavillenie, atual campeão mundial e recordista do mundo com 6.16 m, foi muito vaiado. Quando tocava o Hino Nacional Brasileiro, ele chorou muito.

O COI divulgou uma foto, também por meio de rede social, em que Thiago Braz consola o francês depois da entrega das medalhas. Com eles na imagem aparece o ucraniano Sergei Bubka, o maior atleta de salto com vara da história, seis vezes campeão do mundo, ouro em Seul-88 e que bateu 35 vezes o recorde mundial.

"Conversei com ele um pouco depois do pódio. Pedi para que as pessoas o aplaudissem porque, querendo ou não, ele é um espelho para mim. Se ele não tivesse feito 5,98m, eu não teria passado para 6,03m. Foi um empurrando o outro", explicou Thiago Braz à TV Record, depois de receber a medalha.

Enquanto as provas desta terça aconteciam, o alto-falante do Engenhão pediu para que os torcedores respeitassem os competidores, e que este era uma orientação do COI e da IAAF (Associação Internacional das Federações de Atletismo).

As redes sociais de Lavellenie foram também alvo de torcedores brasileiros nesta terça. Ele postou uma foto, um selfie na pista do Engenhão feito após a derrota, e escreveu que fez o que pôde pela medalha, mas que a atitude da torcida de vaiá-lo era decepcionante e que não fazia parte do espírito olímpico.

Nos comentários, muitos xingamentos dos brasileiros.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.